Archive for agosto \30\UTC 2012

LUSA 3 – 0 PALMEIRAS: BELA VITÓRIA E 3 PONTOS IMPORTANTES PARA O SEGUIMENTO DO CAMINHO QUE AINDA É LONGO.

30 de agosto de 2012

BRUNO MINEIRO FOI DECISIVO NO ATAQUE E AJUDOU O COLETIVO A VENCER.

A LUSA VENCEU O PALMEIRAS DE GOLEADA NO CANINDÉ. FAZIA TEMPO QUE A LUSA NÃO VENCIA O PALMEIRAS. LAVAMOS A ALMA NUMA BOA HORA.

O CAMINHO CONTINUA LONGO. FALTAM 18 JOGOS PARA CONSEGUIRMOS OS PONTOS SUFICIENTES PARA PERMANECERMOS NA SÉRIE A.

NÃO PODEMOS ACHAR QUE ESSA VITÓRIA JÁ NOS DÁ SEGURANÇA. SE PERDERMOS DO VASCO NA PRÓXIMA RODADA, E TROPEÇARMOS EM CASA, O PERIGO VOLTARÁ.

PORTANTO, NADA DE COMEMORAÇÕES POR CAUSA DE UMA SIMPLES VITÓRIA CONTRA O PALMEIRAS QUE JÁ VENCEMOS TANTAS VEZES NA HISTÓRIA.

A LUSA FOI PRECISA NAS FINALIZAÇÕES. ISSO FOI O PONTO DECISIVO HOJE.

CONTINUAMOS PERDENDO MUITO RAPIDAMENTE A BOLA POR FALTA DE APROXIMAÇÃO DOS JOGADORES PARA AJUDAR O PORTADOR DA BOLA. O BRAGA MOSTROU COMO SE FAZ CONTRA A UDINESE. COM UM PLANTEL MODESTO, DEU UM SHOW DE BOLA NOS ITALIANOS AO MANTER A POSSE DE BOLA NA MAIORIA DO JOGO COM PASSES CURTOS E TRIANGULAÇÕES RÁPIDAS, ALIADOS A MUITA TROCA DE POSIÇÕES ENTRE ATACANTES E MEIAS E MUITA MOVIMENTAÇÃO GERAL.

A LUSA PRECISA APRENDER A MANTER A BOLA NO PÉ E ASSIM DOMINAR O JOGO. PASSAMOS MUITO SUFOCO DEFENDENDO. ISSO PRECISA PARAR. SÓ IRÁ PARAR SE A LUSA DER UM PASSO EM TERMOS DE QUALIDADE TÁTICA TANTO DEFENSIVA QUANTO GERAL.

ANÁLISE DOS GOLS MARCADOS:

1° GOL: DRIBLE DA VACA DO ANANIAS DO LADO DIREITO E CRUZAMENTO PRECISO PARA A CABEÇADA CERTEIRA DO BRUNO MINEIRO NO ÂNGULO.

2° GOL: BOLA ENFIADA PARA ROGÉRIO QUE ENTROU EM VELOCIDADE PELO LADO ESQUERDO. ELE CHUTA FORTE DENTRO DA ÁREA. BRUNO ESPALMA NA TRAVE. NO REBOTE, BRUNO MINEIRO FAZ DE CABEÇA. ATACANTE BOM SE POSICIONA NO LUGAR CERTO, NO MOMENTO CERTO.

3° GOL: BOLA DE DIEGO VIANA PARA MOISÉS. ELE ACOMPANHA A BOLA PROTEGENDO-NA E AO VIRAR CHUTA CERTEIRO NO CANTO DIREITO. BELO GOL !

VASCO – LUSA: CLÁSSICO LUSITANO QUE VALE MUITO PARA AMBOS.

SÁBADO, TEREMOS O CLÁSSICO LUSITANO DO BRASILEIRÃO. INFELIZMENTE, UM TERÁ QUE PERDER. E PREFIRO VER A LUSA SE DISTANCIAR AINDA MAIS DO PERIGO DO REBAIXAMENTO CONQUISTANDO OS 3 PONTOS. O VASCO TERÁ TODO O TEMPO SUFICIENTE NAS PRÓXIMAS RODADAS PARA CORRER ATRÁS DO TÍTULO.

ENFIM, JOGAR EM SÃO JANUÁRIO, É PARECIDO COM JOGAR NO CANINDÉ. CAMPO PERTO DA ARQUIBANCADA, PRESSÃO DA TORCIDA QUE VEM EM GRANDE NÚMERO.

ALÉM DISSO, TEREMOS QUE NEUTRALIZAR JUNINHO, DEDÉ E OUTROS JOGADORES DE PERIGO DO VASCO E VENCER A COMPETÊNCIA TÁTICA DO VASCO.

MAS NADA DISSO É IMPOSSÍVEL. É SÓ JOGAR COM UNIÃO, ATITUDE OFENSIVA E INTELIGÊNCIA COLETIVA.

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !

PONTE PRETA 2 – 1 LUSA: INGENUIDADE TÁTICA E FALTA DE ATITUDE OFENSIVA FORAM ELEMENTOS DECISIVOS.

27 de agosto de 2012

BRUNO MINEIRO SE ESFORÇOU, MAS A LUSA NÃO ESTAVA NUMA NOITE INSPIRADA.

A LUSA PERDEU POR INCOMPETÊNCIA TÁTICA E FALTA DE ATITUDE OFENSIVA.

O QUE ERA A FORÇA DA LUSA NOS ÚLTIMOS JOGOS, OU SEJA BUSCAR O GOL SEMPRE, NÃO SE VIU EM CAMPINAS.

E POR ISSO, NÃO CONSEGUIMOS A VITÓRIA.

COMO O NOSSO SISTEMA DEFENSIVO É INGÊNUO, BASEADO NA MARCAÇÃO PURA HOMEM A HOMEM, EM 2 LANCES EM QUE O ATACANTE FOI MELHOR DO QUE O NOSSO ZAGUEIRO, LEVAMOS 2 GOLS E PERDEMOS.

A PONTE SOFRE DA MESMA INGENUIDADE TÁTICA DO QUE A LUSA HÁ ANOS, MAS TEVE MAIS VONTADE DE VENCER.

ACABAMOS O 1° TURNO COM METADE DOS PONTOS NECESSÁRIOS PARA FICAR NA SÉRIE A 2013. ESPERAMOS QUE SEREMOS CAPAZES DE REPETIR ESSE DESEMPENHO NO 2° TURNO.

ANÁLISE DO GOL MARCADO:

FALTA COBRADA PELO IVAN NA MUVUCA. NINGUÉM TOCA NELA E BRUNO MINEIRO, OPORTUNISTA, CABECEIA DENTRO DA PEQUENA ÁREA. HÁ UMA FALTA DE JOGADAS ENSAIADAS NA LUSA. SEMPRE COBRAR NA MUVUCA DÁ POUCOS RESULTADOS. O APROVEITAMENTO EM COBRANÇAS DE FALTAS E ESCANTEIOS É MUITO BAIXO. SERIA NECESSÁRIO O TÉCNICO TRABALHAR JOGADAS DIFERENTES E SURPREENDENTES, COM DESLOCAMENTOS PROGRAMADOS, IGUAL SE PRATICA NOS JOGOS DE BASQUETE.

ANÁLISE DOS GOLS TOMADOS:

1° GOL: COBRANÇA DE LATERAL DIRETAMENTE PARA A ÁREA. GUSTAVO ESTÁ NA MARCAÇÃO DO GIANCARLO MAS NÃO ANTECIPA A JOGADA. GIANCARLO PROTEGE E DÁ UMA MEIA BICICLETA QUE SURPREENDEU O DIDA. FALTA DE ATENÇÃO GERAL DO SISTEMA DEFENSIVO…

2° GOL: ESPAÇO PARA CRUZAMENTO PELA ESQUERDO DO SISTEMA DEFENSIVO LUSITANO. GUSTAVO ESTÁ  MARCANDO GIANCARLO, MAS O ATACANTE MAIS UMA VEZ SE ANTECIPA A ELE E CABECEIA NO CANTO. SE A LUSA TIVESSE UM SISTEMA DEFENSIVO INTELIGENTE, NESSA HORA, GUSTAVO TERIA SUBIDO E DEIXADO GIANCARLO IMPEDIDO. MAS É ESSA QUALIDADE QUE FALTA PARA A LUSA VIRAR UM TIME DE PONTA DO FUTEBOL BRASILEIRO. PRECISAMOS DE UM TÉCNICO QUE SAIBA APLICAR TÁTICAS MAIS ELABORADAS E QUE SAIBA FAZER JOGAR O SISTEMA DEFENSIVO JUNTO, COMO UM HOMEM SÓ.

LUSA – PALMEIRAS: VENCER PARA INICIAR BEM O SEGUNDO TURNO E SE MANTER A 6 PONTOS DA ZONA DE REBAIXAMENTO.

FAZ TEMPO QUE NÃO VENCEMOS O PALMEIRAS. A OCASIÃO É ESSA.

NADA MELHOR DO QUE NESTA QUARTA. ALÉM DE VENCER, IRÍAMOS FICAR A 9 PONTOS DELES.

SERÁ UM JOGO DIFÍCIL. MAS TEMOS QUE SER MAIS COMPETENTES DO QUE ELES E VENCER.

NESTE SEGUNDO TURNO, É MATAR OU MORRER.

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !

LUSA 1 – 1 INTERNACIONAL/RS: MAIS UMA VEZ, GARRA E UNIÃO DO ELENCO PERMITIRAM O EMPATE.

20 de agosto de 2012

MOISÉS, COMO O RESTO DO TIME, BUSCA SEMPRE O GOL. ESSA É A LUSA QUE QUEREMOS.

A LUSA CONSEGUIU ANULAR OS PONTOS FORTES DO INTER, E DIDA COMPLETOU O TRABALHO COM BELAS DEFESAS.

EMPATE EM CASA É RUIM. SÃO 2 PONTOS PERDIDOS. E NUMA COMPETIÇÃO COMPETITIVA COMO O BRASILEIRO, NÃO É BOM.

MAS O ELENCO DO INTER ESTÁ CHEIO DE ÓTIMOS JOGADORES. PORTANTO, NÃO PODEMOS MENOSPREZAR ESTE RESULTADO.

NÃO VI O JOGO, NEM ESCUTEI NO RÁDIO. PORTANTO, NÃO POSSO ANALISAR.

MAS O GRANDE PONTO POSITIVO FOI QUE, MAIS UMA VEZ, A LUSA SAIU ATRÁS NO MARCADOR E CONSEGUIU UNIÃO E GARRA PARA EMPATAR E QUASE VIRAR.

PARABÉNS PARA ESTE ELENCO OPERÁRIO !

SE AUMENTARMOS UM POUCO A QUALIDADE TÁTICA, PODEMOS PROGREDIR MAIS.

ANÁLISE DO GOL MARCADO:

PENALTI DUVIDOSO A FAVOR DA LUSA QUE COMPENSOU OS PENAIS NÃO DADOS CONTRA BAHIA E BOTAFOGO, E TODOS OS OUTROS ERROS DE ARBITRAGEM JÁ SOFRIDOS E QUE NOS FIZERAM PERDER PONTOS IMPORTANTES. CORDEIRO COBROU NO MEIO DO GOL E MARCOU.

ANÁLISE DO GOL TOMADO:

COBRANÇA PELA DIREITA. A BOLA CHEGA NO MEIO DA MUVUCA E JUAN VINDO DE TRÁS COM IMPULSO PULA MAIS QUE O MOISÉS E MARCA. PROBLEMA DE MARCAÇÃO. ALGUÉM DEVERIA TER VISTO O JUAN SE PREPARANDO PARA VIR DE TRÁS.

MESA REDONDA DA GAZETA E FLÁVIO BOSTA: O SÍMBOLO DO JORNALISMO TENDENCIOSO, MANIPULADOR E DESONESTO:

HOJE, NO MESA REDONDA, MOSTRARAM OS GOLS DO JOGO (QUANDO É JOGO DOS 4 FAVORECIDOS, MOSTRAM TODOS OS LANCES, ATÉ OS CHUTES 20 METROS ACIMA DO GOL; QUANDO É A LUSA, SE NÃO IGNORAM, SÓ PASSAM OS GOLS…) E QUESTIONARAM O PENALTI DADO À LUSA. AÍ, O FLAVIO BOSTA FALOU QUE A LUSA FOI AJUDADA…

NOS ÚLTIMOS JOGOS, QUANDO FOMOS PREJUDICADOS CONTRA BAHIA E BOTAFOGO, ERROS QUE NOS FIZERAM PERDER 4 PONTOS, NADA FOI FALADO POR ESSES PSEUDO-JORNALISTAS. NÃO CONVÉM MOSTRAR QUANDO A LUSA É GARFADA. MAS QUANDO É AJUDADA, AÍ SIM, DESTACAM E QUESTIONAM.

UM JORNALISMO VERGONHOSO FEITO CONSCIENTEMENTE PARA PREJUDICAR A IMAGEM DA LUSA E DOURAR A PÍLULA DOS 4 FAVORECIDOS DE SÃO PAULO. ATÉ QUANDO ??? ATÉ A NOSSA TORCIDA MORRER ???

PONTE PRETA – LUSA: VENCER PARA TER MAIS MARGEM DE SEGURANÇA NA COMPETIÇÃO.

LUSA E PONTE SE ENFRENTARAM MUITAS VEZES NOS ÚLTIMOS ANOS. CONSEGUIMOS VENCER EM CAMPINAS EM VÁRIAS OCASIÕES, MAS TAMBÉM TIVEMOS DERROTAS PESADAS.

É SEMPRE DIFÍCIL JOGAR LÁ. MUITA PRESSÃO DA TORCIDA QUE FICA PERTO DO GRAMADO.

MAS O MAIS COMPETENTE É QUE VENCE. E A LUSA PRECISA VENCER PARA SE DISTANCIAR CADA VEZ MAIS DO PERIGO DO REBAIXAMENTO. AINDA ESTAMOS PERTO. 6 PONTOS SOMENTE NOS SEPARA DA ÁREA PERIGOSA DA TABELA.

PORTANTO, VENCER É ESSENCIAL.

O TIME DA PONTE TEM UM BOM ATAQUE LIDERADO PELO ROGER. MAS, TATICAMENTE, É MUITO INGÊNUO, SOBRETUDO DEFENSIVAMENTE. COMO NÓS, A PONTE NÃO DEU O PASSE QUALITATIVO EM TERMOS TÁTICOS PARA SER UM TIME DE PONTA.

ENTÃO, O JOGO VAI SE DECIDIR NA COMPETÊNCIA OFENSIVA E NO DOMÍNIO DA POSSE DE BOLA.

VEREMOS SE A LUSA É CAPAZ DE DOMINAR O JOGO EM CAMPINAS E ASSIM CONSEGUIR A SEGUNDA VITÓRIA FORA DE CASA.

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !

GRÊMIO 1 – 2 LUSA: UM BELO PRESENTE DE ANIVERSÁRIO DOS JOGADORES À LUSA.

15 de agosto de 2012

OS JOGADORES DERAM UM BELO PRESENTE DE 92 ANOS À LUSA. OBRIGADO A ELES.

1 DIA APÓS OS 92 ANOS DA LUSA, OS JOGADORES CONSEGUIRAM UMA GRANDE VITÓRIA CONTRA O GRÊMIO NO SUL.

ALIÁS, OS 92 ANOS DA LUSA FORAM TOTALMENTE IGNORADOS PELA GLOBO, BAND E MÁFIA LTDA. SÓ A GAZETA FEZ UMA REPORTAGEM, MAS COM MÚSICA DE FOLCLORE E TODA A PALHAÇADA DE SEMPRE PARA CONTINUAR COLANDO A IMAGEM DE TIME DE COLÔNIA À LUSA E AFASTAR POTENCIAIS TORCEDORES BRASILEIROS. FAZEM ISSO SEMPRE.

ALÉM DE ESCONDER OS NOSSOS PATROCINADORES, COMO NA IMAGEM ACIMA DA GLOBOESPORTE.COM.

O LANCE NEM TOCOU NO ASSUNTO DOS 92 ANOS.

ANANIAS MARCOU O PRIMEIRO.

TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SE ESFORÇARAM EM MOSTRAR UM GUILHERME FELIZ EM DEIXAR A LUSA PARA IR PARA O CORINTHIANS. A MAIORIA, NAS CAPAS, ESCONDEU AS CORES DA LUSA, O ESCUDO E OS PATROCINADORES ATUAIS PARA EVITAR A ASSOCIAÇÃO ENTRE O NOVO REFORÇA E A LUSA… ESSA MÁFIA É MUITO SAFADA E MANIPULADORA MESMO. MAS PELO QUE CORDEIRO E ANANIAS FALARAM NO ÚLTIMO JOGO, OS JOGADORES PARECEM ESTAR CADA VEZ MAIS CONFIANTES DA LAVAGEM CEREBRAL DA MÍDIA A FAVOR DOS MESMOS DE SEMPRE…

MAS ENFIM, FELIZ ANIVERSÁRIO LUSA. BELA VITÓRIA APESAR DO SUFOCO PASSADO NO FINAL.

NO JOGO, VOU ME REPETIR, MAS A LUSA CONTINUA COM UMA TÁTICA DEFENSIVA MUITO INGÊNUA. MARCAMOS HOMEM A HOMEM SEM SABER IMPOR UMA LINHA DE IMPEDIMENTO. POR ISSO, A BOLA CHEGA COM FACILIDADE ATÉ O NOSSO GOL. ISSO TAMBÉM É DEVIDO AO MAU POSICIONAMENTO NO MEIO CAMPO E À DISTÂNCIA ENTRE AS LINHAS QUE NOS FAZ PERDER OS REBOTES DE MEIO DE CAMPO E DEIXA MUITO ESPAÇO PARA A ARMAÇÃO DAS JOGADAS ADVERSÁRIAS.

GANHAMOS PORQUE JOGAMOS COM GARRA E ATITUDE, MAS NÃO SOUBEMOS MANTER O DOMÍNIO DO JOGO, E ISSO É O SENTIDO NO QUAL DEVEMOS CRESCER ESSE ANO E NO FUTURO.

ANÁLISE DOS GOLS MARCADOS:

1° GOL: LANÇAMENTO PELA DIREITA EM PROFUNDIDADE. CRUZAMENTO RASTEIRO PARA O MEIO DA ÁREA. ANANIAS SE ATIRA E EMPURRA A BOLA. O GOLEIRO PEGA MAS NO REBOTE, ANANIAS MARCA. FOI UM CONTRA-ATAQUE EM QUE SÓ ANANIAS ESTAVA NA ÁREA.

2° GOL: FALTA BATIDA PELO IVAN. REBOTE DO GOLEIRO E BRUNO MINEIRO OPORTUNISTA PEGA O REBOTE E MARCA.

ANÁLISE DO GOL TOMADO:

JOGADA RÁPIDA DO GRÊMIO COM TABELA. KLEBER RECEBE NA ÁREA EM VELOCIDADE E CHUTA FORTE E RASTEIRO. ERRO DE MARCAÇÃO. NUMA SITUAÇÃO DESSA, SE A LUSA TIVESSE UM SISTEMA DEFENSIVO INTELIGENTE, SÓ DEIXAVA O KLEBER FICAR E IMPEDIMENTO SUBINDO NA HORA DO PASSE.

LUSA – INTERNACIONAL/RS: VENCER PARA ACABAR COM A FAMA DE PERDER NA HORA EM QUE TODOS ACHAM QUE VAI.


QUANTAS VEZES ESCUTEI: “QUANDO A GENTE ACHA QUE A LUSA VAI, ELA PERDE…”. ESSA FAMA PRECISA ACABAR.

POR ISSO, É ESSENCIAL VENCER O COLORADO NO CANINDÉ NO PRÓXIMO JOGO. SERÁ MAIS UM ADVERSÁRIO DURÍSSIMO, COM UM ELENCO RECHEADO DE ÓTIMOS JOGADORES.

MAS FUTEBOL É JOGO COLETIVO EM QUE INDIVIDUALIDADES AJUDAM MAS NÃO FAZEM A DIFERENÇA. O MAIS COMPETENTE COLETIVAMENTE E TATICAMENTE É QUEM GERALMENTE GANHA.

A ATITUDE GUERREIRA SERÁ NECESSÁRIA ASSIM COMO MUITA INTELIGÊNCIA COLETIVA.

FELIZ ANIVERSÁRIO DE 92 ANOS LUSA !

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !

LUSA 1 – 1 BOTAFOGO: FALTA DE PRECISÃO OFENSIVA, ERRO DE ARBITRAGEM (PROPOSITAL?) E MAIS 2 PONTOS PERDIDOS.

13 de agosto de 2012

HEVERTON PERDEU 2 GOLS CARA A CARA COM JEFFERSON POR FALTA DE SANGUE FRIO. A LUSA CRIOU, MAS NÃO FOI EFICIENTE…

A LUSA PERDEU MAIS 2 PONTOS EM CASA NESTE DOMINGO. A LUSA CRIOU JOGADAS OFENSIVAS MAS PECOU NO ÚLTIMO PASSE OU CHUTE. HÉVERTON PERDEU 2 GOLS INCRÍVEIS LOGO NO INÍCIO DO JOGO QUE PODERIAM TER DADO TRANQUILIDADE À LUSA.

O PONTO POSITIVO É QUE O TIME FICOU UNIDO APÓS LEVAR O GOL E CONSEGUIU MAIS UMA VEZ O EMPATE.

OS MESMOS PROBLEMAS PERSISTEM. FALTA SANGUE FRIO PARA TRABALHAR MAIS AS JOGADAS E NÃO SE AFOBAR PRA CHUTAR NO MOMENTO ERRADO; FALTA UMA TÁTICA DEFENSIVA E POSICIONAMENTO MAIS ELABORADOS PARA PASSAR MENOS SUFOCO DO ADVERSÁRIO; FALTA PRECISÃO OFENSIVA.

ERRAMOS MUITOS PASSES. ISSO É SINAL DE QUE OS JOGADORES ESTÃO LONGE DEMAIS UNS DOS OUTROS.

MAS ESTAMOS CONSERVANDO A ATITUDE OFENSIVA DESDE O INÍCIO DO CAMPEONATO, E ISSO É MUITO BOM. A LUSA PROCURA O GOL O TEMPO TODO, E ISSO É MUITO POSITIVO.

ANÁLISE DO GOL MARCADO:

ESCANTEIO BEM BATIDO. 4 DA LUSA NA ÁREA. BRUNO MINEIRO QUE ESTAVA NA PEQUENA ÁREA DÁ 2 PASSOS PARA TRÁS PARA CONSEGUIR CABECEAR E DESVIAR PARA O GOL. BELO GOL !

ANÁLISE DO GOL TOMADO:

ESCANTEIO. 3 DA LUSA CONTRA 3 DO BOTAFOGO NA ÁREA. UM JOGADOR DO BOTAFOGO CONSEGUE CABECEAR E MARCA. ERRO DE MARCAÇÃO.

A LUSA CONSEGUIU NEUTRALIZAR OS PONTOS FORTES DO BOTAFOGO E QUASE SAIU COM A VITÓRIA. QUASE…

GRÊMIO – LUSA: É SEMPRE DIFÍCIL JOGAR NO OLÍMPICO MAS NÃO TEMOS NADA A PERDER.

PRÓXIMA BATALHA DA LUSA, UMA PARADA SEMPRE DURÍSSIMA, O GRÊMIO NO SUL. A VITÓRIA LÁ ESTÁ LONGE DE SER IMPOSSÍVEL. O GRÊMIO MOSTROU FRAGILIDADE DEFENSIVA CONTRA O SÃO PAULO. PORTANTO, NÃO É UM BICHO DE SETE CABEÇAS.

CLARO, A LUSA VAI PRECISAR JOGAR COM MUITA INTELIGÊNCIA TÁTICA PARA VENCER O GRÊMIO.

TODOS ESPERAM A VITÓRIA DO GRÊMIO. A LUSA VAI PARA O SUL SEM PRESSÃO ALGUMA. O PIOR QUE PODE ACONTECER É PERDERMOS. ENTÃO, A LUSA NÃO PODE TER RECEIO DE ATACAR. SÓ ASSIM PARA VENCER.

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !

BAHIA 0 – 0 LUSA: MAIS UMA VEZ, MERECEMOS A VITÓRIA MAS NÃO A CONSEGUIMOS.

9 de agosto de 2012

NESSE LANCE, FOI PENALTI PRA LUSA, MAS O JUIZ NADA MARCOU. SE FOSSE A FAVOR DO BAHIA, NEM TERIA HESITADO…

A LUSA JOGOU MAIS UMA VEZ COM ATITUDE OFENSIVA, BUSCANDO O GOL A TODO MOMENTO. MAS A FALTA DE PRECISÃO OFENSIVA E DE INTELIGÊNCIA COLETIVA PREJUDICOU.

O SISTEMA DEFENSIVO CONTINUA COM VONTADE MAS MUITO BÁSICO TÁTICAMENTE.

PERDEMOS MUITA BOLA, COMO SEMPRE POR FALTA DE APROXIMAÇÃO DOS JOGADORES EM VOLTA DE QUEM TEM A BOLA. NORMALMENTE, DEVERIA SEMPRE TER PELO MENOS 4 JOGADORES POR PERTO DA BOLA PARA PEGAR REBOTES E DAR SOLUÇÕES DE PASSES.

NO QUESITO DEFENSIVO, O BAHIA TEVE MUITA LIBERDADE DE JOGO, TANTO PARA CRUZAR QUANTO PARA CHUTAR. FELIZMENTE, OS CHUTES E CRUZAMENTOS SAÍRAM TODOS FRACOS OU ERRADOS. MAS O GENINHO DEVERIA PEDIR AOS SEUS JOGADORES PARA APERTAR A MARCAÇÃO E ELIMINAR AS POSSIBILIDADES DE PASSES CURTOS. ASSIM, A LUSA RECUPERARIA A BOLA MAIS RAPIDAMENTE E TERIA MAIS DOMÍNIO DE JOGO.

PERDEMOS MUITAS OCASIÕES DE GOL CLARAS. ESPERAMOS QUE ESSES PONTOS PERDIDOS CONTRA SANTOS, FLAMENGO, BAHIA E OUTROS JOGOS EM QUE MERECEMOS VENCER NÃO SEJAM FATAIS NO FINAL DAS CONTAS.

MAIS UM ERRO DE ARBITRAGEM CONTRA A LUSA SILENCIADO PELA MÍDIA:

APESAR DA FALTA DE PONTARIA, UMA BOLA NA TRAVE E GOLS PERDIDOS NA CARA DO GOL, A LUSA MARCOU 1 GOL LEGÍTIMO. MAS O GOL FOI ANULADO ERRADAMENTE PELO BANDEIRINHA. A GLOBO NADA DESTACOU NO SEU SITE GLOBOESPORTE.COM. A GAZETA DESTACOU O GOL MAL ANULADO NO TÍTULO DO ARTIGO, MAS FALA QUE A LUSA CONTINUA SEM VENCER FORA DE CASA PARA DEIXAR O ARTIGO O MAIS DESFAVORÁVEL POSSÍVEL À LUSA. A ESPN NEM FALA DO ACONTECIDO. O LANCENET NEM FALA NADA DO JOGO NA SUA PRIMEIRA PÁGINA. SÓ ENTRANDO NA PÁGINA DA LUSA PARA VER O RESUMO DO JOGO, RÁPIDO E MAL FEITO, COMO NO JORNAL DE PAPEL (HIGIÊNICO) DELES.

TODOS FALAM EM JOGO RUIM O QUE NÃO FOI VERDADE. O JOGO TEVE MUITOS ERROS DE PASSE MAS FOI MOVIMENTADO. MAS O OBJETIVO DELES É EXATAMENTE PREJUDICAR A IMAGEM DOS TIMES DO NORDESTE E DA LUSA. SEMPRE FAZEM ISSO QUANDO SE TRATA DA LUSA E DE TIMES DO NORDESTE. A IMPRENSA DOMINANTE É DO SUDESTE E QUER MANTER O PODER NO SUDESTE, É BOM LEMBRAR DISSO.

O GLOBO ESPORTE TELEVISIVO FALOU RAPIDAMENTE DO LANCE, MAS CONTINUA A SUA LAVAGEM CEREBRAL DIÁRIA A FAVOR DOS 4 FAVORECIDOS DE SÃO PAULO E NEM MOSTRA OS MELHORES MOMENTOS DOS JOGOS DA LUSA. NA VERDADE, É COMO SE A LUSA NÃO ESTIVESSE NA PRIMEIRA DIVISÃO DO BRASILEIRO PORQUE É TOTALMENTE IGNORADA PELA MÍDIA MAFIOSA EM GERAL. ISSO FAZ PARTE DA POLÍTICA DELES, NÃO É NOVIDADE !

LUSA – BOTAFOGO: A LUSA VAI PRECISAR FAZER UM GRANDE JOGO PARA VENCER O BOTAFOGO QUE VIRÁ MORDIDO.

O BOTAFOGO PERDEU HOJE EM CASA DO PALMEIRAS E VAI QUERER RECUPERAR O PREJUÍZO CONTRA A LUSA NO CANINDÉ.

COMO A LUSA ATUALMENTE DEPENDE MUITO DA MOTIVAÇÃO PARA JOGAR BEM, JÁ QUE TATICAMENTE É BASTANTE FRÁGIL, NÃO SABEMOS O QUE ESPERAR EM CADA JOGO.

PARECE HAVER UMA PERMANENTE ATITUDE OFENSIVA QUE EXISTIU ATÉ NO PIOR JOGO CONTRA O CRUZEIRO.

MAS VIMOS QUE ISSO NÃO É SUFICIENTE.

CONTRA O BOTAFOGO QUE TEM UM ELENCO RECHEADO DE BONS JOGADORES, O JOGO SERÁ MUITO DIFÍCIL CASO A LUSA NÃO CONSIGA NEUTRALIZAR AS VÁRIAS PEÇAS PERIGOSAS DELES. SE MARCARMOS DE MAIS PERTO, SE ENCURTARMOS OS ESPAÇOS PARA EVITAR CRUZAMENTOS E CHUTES, TEREMOS GRANDES CHANCES DE VENCER.

AINDA POR CIMA, O BOTAFOGO TEM UM ELENCO INDIVIDUALMENTE MUITO FORTE, MAS A UNIÃO E O COLETIVO DELES NÃO PARECE ESTAR AQUELAS COISAS.

E NISSO, PRECISAMOS SUPERÁ-LOS. É A NOSSA PRINCIPAL FORÇA, A HUMILDADE DO ELENCO EM QUE TODOS SÃO OPERÁRIOS E PARECEM TER ALEGRIA EM JOGAR JUNTOS. MAS SEM INTELIGÊNCIA COLETIVA E PRECISÃO OFENSIVA, ISSO NÃO SERÁ SUFICIENTE.

VENCER EM CASA É CRUCIAL PARA A NOSSA PERMANÊNCIA NA SÉRIE A.

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !

O custo da desnacionalização.

7 de agosto de 2012

ESCRITO POR ADRIANO BENAYON
SÁBADO, 04 DE AGOSTO DE 2012
1. Venho mostrando que a desnacionalização está na raiz das travas ao desenvolvimento econômico e social do país, que se traduzem em suplícios diariamente vivenciados pela imensa maioria dos brasileiros.

2. Entre os aspectos da vida em que nossa população é mais sacrificada está o transporte para ir ao trabalho e voltar, em que se perdem, em muitos casos, seis horas diárias, ademais de passá-las em extremo desconforto.

3. Isso atinge mais duramente os que dependem totalmente dos meios de transporte públicos, mas não poupa os que têm veículo próprio, emperrados no trânsito urbano e nas estradas deficientes e congestionadas, ou exploradas por concessionárias vorazes na extorsão dos pedágios exorbitantes.

4. Esses prejuízos e os decorrentes dos preços dos veículos mais altos do mundo – que, por vezes, passam do dobro do que pagam os consumidores de outros países – são os mais visíveis, mas não os únicos nem os maiores.

5. As colossais transferências de recursos financeiros que as subsidiárias das transnacionais efetuam em favor de suas matrizes são a causa principal dos déficits das contas externas e o fator básico do endividamento.

6. Este, por seu turno, deu lugar aos abusos que fizeram exponenciar a dívida pública, através da composição de juros extorsivos e de numerosas e injustificáveis taxas, sem falar na estatização de dívidas privadas.

7. Assim, nos últimos 30 anos o “serviço da dívida” come a parte do leão das receitas públicas, fazendo minguar os investimentos na infra-estrutura, na saúde e na educação. Para cúmulo, a insuficiência quantitativa é grandemente agravada pela escolha “errada” em onde investir e como investir.

8. Quanto ao onde, priorizou-se, entre os transportes, o rodoviário. Mas quem induziu ao erro? Há erros tão grosseiros que não podem ocorrer só por ignorância: alguém exerceu poder para que eles fossem cometidos. Esse é o fulcro da maior – e menos comentada – corrupção existente no país.

9. Os juristas da Roma Antiga recomendavam procurar a quem o crime aproveita. A quem, senão à indústria automotiva e ao cartel do petróleo, cujos interesses, em âmbito mundial, são, em grande parte, os mesmos?

10. Quanto ao como, os investimentos são feitos antes para propiciar ganhos às grandes empresas mundiais que em proveito do país. Omitindo as verdadeiras causas do “custo Brasil”, os que reclamam dos impostos altos, energia e transportes caros não sabem do que falam, ou fingem não saber.

11. De fato, não fosse a dívida inflada por obra do modelo dependente, não teríamos, como hoje, de usar quase metade da receita de impostos e contribuições no serviço dessa dívida. Além disso, as alíquotas poderiam ser reduzidas para a metade das atuais, gerando o dobro da receita, se tivessem ficado no país e fossem investidos sensatamente os recursos apropriados e transferidos ao exterior pelas transnacionais.

12. Quanto à energia, o Brasil tem todas as condições naturais para que seja barata, e assim seria se não se importassem, com enormes sobrepreços, as turbinas e outros equipamentos dos cartéis mundiais, sob o esquema da dependência financeira e tecnológica. Depois, a dívida resultante subiu para a estratosfera.

13. A energia seria muitíssimo mais barata se se tivesse desenvolvido corretamente a da biomassa, com óleos vegetais substituindo o diesel de petróleo e o álcool combinado com a agropecuária. Mesmo sem isso, seria muito mais módica, se FHC não tivesse favorecido as estrangeiras Brittish Gas, Shell e Enron com os contratos para importar gás da Bolívia, destinado a antieconômicas termelétricas. Seria ainda mais competitiva sem as corruptas privatizações e concessões.

14. O Brasil é superdotado em recursos aquaviários, base da modalidade mais econômica dostransportes: extensíssima costa marítima e abundância de rios navegáveis, ou transformáveis em tal, e interligáveis por canais. Há 70 anos, o Prof. Affonso Várzea elaborou o projeto “Ilha do Brasil”, que incluía a ligação entre as bacias do Prata e do Amazonas. E, até hoje, nada!

15. Se tivesse investido em ferrovias e material rodante, prosseguido com as estatais e estimulado o desenvolvimento de tecnologia, não se teria aprofundado a desvantagem em que o país se encontrava há 56 anos, quando a política passou a exacerbar as falhas da malha ferroviária, ao invés de corrigi-las.

16. Veículos automotores em excesso atravancam as vias urbanas, pois faltam densas linhas de metrô nas metrópoles, enormemente infladas em suas periferias pela migração decorrente da estrutura fundiária e da baixíssima renda das massas, gerada pelo modelo. Nos transportes interurbanos e interestaduais dá-se problema semelhante.

17. Conforme estudo do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), as transnacionais montadoras servem-se da pesquisa tecnológica, feita aqui, para remeterem, como despesa, seu lucro real às matrizes, muitíssimo mais que introduzir inovações em processos produtivos.

18. O IPT observa: “O Brasil tem no mundo o maior número de marcas produzidas internamente, mais até que os Estados Unidos.” Aduz o pesquisador do IPT, Mário Sérgio Salerno: “Isso não é bom para o produto, porque cria uma pulverização, e essa indústria depende de escala para ser competitiva”. 

19. O engenheiro Carlos Ferreira comenta: “4º maior mercado de veículos e 6º maior montador. Nenhuma marca nacional. Entretanto, fartura de subsídios às transnacionais, que aqui produzem veículos de baixa tecnologia, e remessas de bilhões para suas matrizes no exterior. Algumas delas já teriam desaparecido sem este “eldorado dos trópicos”.

20. Como aponta Salerno, as montadoras realizam, em geral, testes, e não pesquisa e desenvolvimento (P&D), já que a parte substantiva dos modelos é projetada nas matrizes. Assim, o país paga elevados royalties em favor delas, que contabilizam, como investimento em P&D, numerosas horas de engenharia aplicadas nos testes.

21. Essa é, portanto, uma das rubricas usadas pelas transnacionais para remeter ganhos ao exterior, obtidos com os elevados preços do mercado brasileiro, acrescidos dos subsídios que o “poder público” brasileiro presenteia as montadoras, ademais das isenções e reduções fiscais.

22. Os insumos importados a preços superfaturados são outro grande conduto de recursos para o exterior, resultando, ao mesmo tempo, no preço final elevadíssimo no mercado brasileiro.

23. Os mais importantes deles são os motores, que não são desenvolvidos no Brasil. Fabricam-se aqui, mas sempre por transnacionais, como ocorre com a maior parte das autopeças, indústria que, até os anos 70, era controlada em cerca de 80% por empresas de capital nacional.

24. Esses são dados da realidade demonstrativos de que, embora tenha crescido quantitativamente, a produção no Brasil decaiu qualitativamente. O atraso é espantoso não só em relação aos países asiáticos – que se industrializaram muito depois do Brasil – mas também em relação aos progressos havidos, enquanto teve governo passavelmente autônomo, i.e., na Era Vargas.

25. A Fábrica Nacional de Motores (FNM), fundada em 1942, produziu motores aeronáuticos, tendo o primeiro avião com motor FNM saído em 1946. Embora a tecnologia fosse norte-americana, Curtiss-Wright, a produção sob controle nacional viabilizaria o desenvolvimento de tecnologia brasileira.

26. Com a deposição de Vargas em 1945, deu-se o primeiro retrocesso, convertendo-se a produção para motores de eletrodomésticos. Em 1949, a FNM iniciou a fabricação de caminhões, retomada em 1951, em associação com a estatal italiana Alfa-Romeo, com Vargas de volta.

27. Depois, a fábrica de Xerém, RJ, produziu novo modelo do exitoso caminhão FNM e depois o automóvel de passeio Alfa-Romeo JK, mas, em 1968, o governo do novo golpe militar fez alienar a FNM para a empresa italiana, mais tarde privatizada em favor da Fiat.

28. A política econômica do modelo dependente promoveu a crescente apropriação do mercado interno brasileiro pelas transnacionais, inclusive através das barreiras à importação. A partir da abertura radical à globalização, iniciada por Collor, os veículos produzidos no Brasil foram tendo conteúdo decrescente de insumos locais, e cresceram as importações de veículos.

29. O resultado disso espelha-se na balança comercial do 1º quadrimestre de 2012: as exportações de automóveis somaram US$ 1,2 bilhão, enquanto as importações atingiram US$ 3,3 bilhões.

30. Segundo o estudo do IPT, Volkswagen, General Motors e Fiat desenvolveriam alguma tecnologia local, em produtos aqui concebidos, como o Fox, da Volks, e a Meriva, da GM.

32. Mas não são desenvolvimentos significativos. Pior: em qualquer caso, pode-se ter certeza que eles se tornam propriedade das transnacionais, protegidas por patentes.

33. Na realidade é para isto que a Volkswagen ganhará mais um subsídio: o financiamento pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), no montante de nada menos que R$ 342 milhões, para “desenvolver” um subcompacto e um sedã, e “modernizar” modelos existentes.

34. Como assinala o economista Paulo Kliass, em artigo publicado em 13.07.2011, “Prioridades do governo, BNDES e indústria do automóvel”, trata-se de modelos já vendidos em outras praças, como o supercompacto “Up”. O crédito, da linha “Proengenharia” do BNDES, serve para gerar valor agregado no exterior.

35. Aduz Kliass: “Os projetos chegam aqui prontos e acabados”. Lembra, ainda, que o BNDES já havia favorecido a Renault, em projeto semelhante, com R$ 374 milhões para “adaptação de veículos ao clima e às condições de ruas e estradas do país. Uma loucura!”

36. Poder-se-ia concluir que o BNDES – com “N” de “Nacional” – dissipa recursos fazendo de conta que as transnacionais sejam brasileiras, por ocuparem os mercados do país e exercerem poder sobre o “governo”.

37. Leonardo Sakamoto, em 03/07/2012, no seu blog, apud Folha SP informa que as montadoras planejam demitir, apesar do aumento de vendas trazido pela redução de IPI. GM e Volkswagen abriram programas de demissão voluntária, e a GM estuda fechar a linha de montagem em São José dos Campos e extinguir 1.500 vagas, segundo o sindicato de metalúrgicos local.

38. Cita, ademais, matéria do Estado de São Paulo, conforme a qual, desde a crise internacional, o governo brasileiro abriu mão de R$ 28 bilhões em impostos para a indústria automobilística, e esta enviou, ao exterior, no período, US$ 14,6 bilhões. Saliento que essa cifra não inclui o grosso da transferência real dos lucros.

39. Sakamoto assinala que, na lógica que as transnacionais impingem ao “governo”, o Estado ajuda as empresas, mas estas não devem sofrer intervenção alguma: “um liberalismo de brincadeirinha, com o Estado atuante, mas subserviente ao poder econômico, em que o (nosso) dinheiro deve entrar calado …”

40. Recorda Gabriel Barros, do Instituto Brasileiro de Economia da FVG: “A indústria automotiva do Brasil tem 60 anos e a da Coreia do Sul, 35, e eles são tão mais competitivos que o consumidor consegue perceber isso simplesmente entrando no carro”. Ele não explica, porém, que na Coréia do Sul a indústria é de capital nacional.

41. Nos âmbitos estadual e municipal, os subsídios não são menos escandalosos que na esfera federal. Ancelmo Gois, em O Globo, de 20.06.2012, informa que Andrea Calabi, secretário de Fazenda de São Paulo, ficou “escandalizado” com o incentivo fiscal dado a duas montadoras por Sérgio Cabral, “governador” do Rio de Janeiro: “O governo fluminense vai financiar 80% do ICMS em 50 anos, com 30 de carência, para Nissan e PSA (Peugeot/Citroen). Juntos, os benefícios chegam a R$ 10 bilhões. A medida é insana. Outras empresas e setores vão querer as mesmas condições…”

AUTOR: Adriano Benayon é Doutor em economia e autor de “Globalização versus Desenvolvimento”.

FONTE: CORREIO DA CIDADANIA.

LUSA 2 – 0 FIGUEIRENSE: MAIS 1 PASSO IMPORTANTE RUMO À PERMANÊNCIA NA SÉRIE A.

5 de agosto de 2012

BRUNO MINEIRO ESTREOU BEM.

A LUSA JOGOU MAL, MAS VENCEU. É O QUE QUEREMOS E PRECISAMOS. QUESTÃO DE VIDA OU MORTE !

FALTA AINDA MUITA INTELIGÊNCIA TÁTICA PARA SABER DOMINAR O JOGO SEM DEIXAR CHANCE ALGUMA AO ADVERSÁRIO.  AINDA TEMOS MUITAS FRAGILIDADES TÁTICAS PARA SERMOS UM TIME DE PONTA.

MAS TEMOS VONTADE E SOLIDARIEDADE. E A PRESENÇA DO DIDA EM CAMPO PARECE SER UMA MOTIVAÇÃO A MAIS PARA OS NOSSOS JOGADORES, ALÉM DE DAR CONFIANÇA A ELES.

VENCEMOS. AINDA FALTA MUITO PARA ESTARMOS SALVOS DO REBAIXAMENTO. MAS ESTAMOS NO BOM CAMINHO. É VENCENDO EM CASA, E PONTUANDO FORA QUE CONSEGUIREMOS FICAR NA SÉRIE A, E QUEM SABE UMA BOA COLOCAÇÃO NO CAMPEONATO.

OS PONTOS FORTES DO FIGUEIRENSE FORAM NEUTRALIZADOS.

ANÁLISE DOS GOLS MARCADOS:

1° GOL: CORDEIRO BATE FALTA SOFRIDA POR LUIS RICARDO. O GOLEIRO DEIXA A BOLA ESCAPAR E BRUNO MINEIRO, OPORTUNISTA, MARCA NO REBOTE.

2° GOL: CORDEIRO RECUPERA UMA BOLA AFASTADA E LANÇA DE PRIMEIRA PARA MOISÉS QUE TOCA DE PRIMEIRA PARA ANANIAS. ELE DOMINA, ENCARRA O ZAGUEIRO EM VELOCIDADE, CONTORNA O ZAGUEIRO ARRUMANDO A BOLA PARA O SEU PÉ DIREITO E CHUTA RASTEIRO COM FORÇA. BELO GOL ! BELO CONTRA-ATAQUE COLETIVO !

DIDA SALVA:

A AURA DO DIDA É UMA LIDERANÇA NATURAL. MAS ALÉM DISSO, ELE TB SALVA DEFENDENDO CHUTES EM MOMENTOS DECISIVOS. FOI O QUE ACONTECEU HOJE. O FIGUEIRA IRIA EMPATAR EM 1 A 1, MAS DIDA SALVOU A LUSA COM UMA ÓTIMA DEFESA. PARABÉNS DIDA !

DIDA FOI DECISIVO NOS MOMENTOS CRUCIAIS.

BAHIA – LUSA: VENCER A PRIMEIRA FORA DE CASA NO MOMENTO CERTO.

A LUSA NÃO VENCEU NENHUMA FORA DE CASA NO ANO ATÉ HOJE. ISSO É VERGONHOSO. ISSO PRECISA ACABAR.

SERIA SENSACIONAL SE ACABASSE EXATAMENTE NESTE JOGO CONTRA O BAHIA. O MOMENTO É ESSE. VINDO DE 4 JOGOS SEM DERROTAS E 2 VITÓRIAS SEGUIDAS, SE A LUSA VENCER MAIS ESSA, ENTRARÁ NUM EMBALO MARAVILHOSO. ALÉM DISSO, IRÁ SE DISTANCIAR DA ZONA DE REBAIXAMENTO.

ENTÃO, VAMOS TORCER PARA QUE ISSO ACONTEÇA. O BAHIA VAI JOGAR CONTRA O GRÊMIO. SE PERDER, VIRÁ MORDIDO PARA ENFRENTAR A LUSA.

MAS O MAIS COMPETENTE É QUE GANHA NO FUTEBOL. E SE A LUSA MOSTRAR ATITUDE OFENSIVA, DISCIPLINA DEFENSIVA E COMPETÊNCIA E INTELIGÊNCIA TÁTICA, NÃO HÁ RAZÃO PARA NÃO VENCER.

VAMOS À LUTA CAMPEÕES !